quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Isto das pessoas

Há  40 anos que ando por cá e hei de sempre ficar espantada com a facilidade com que certas pessoas mudam de personalidade, quando confrotadas com situações chatas.
Há  gente que parece mesmo bipolar!


domingo, 4 de dezembro de 2016

Ora viste!

Há  pouco, após estacionar o carro na garagem, dei de caras com o meu vizinho, com um carrinho de mão do Pingo Doce cheio de lenha para a lareira. Todo descontraído ele.
Quem diria que gostava de roubar carrinhos de mão com aquela cara de quem não parte um prato.
Esta mania que certas pessoas têm , de achar que os carrinhos lhes dão jeito em casa....

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Espelho meu, espelho meu.

Juro que não  entendo o porquê, dessas grandes sapatarias estilo Seaside, não  terem espelhos decentes!!! É  difícil pôr espelhos de corpo inteiro? Para que quero eu um espelho caganito que só dá para ver os sapatos?!? Eu quero me ver toda e não parte de mim!!!
E já  agora  bancos!  Mais um pouco e é em cima das caixas que experimentamos o calçado . ...

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Eu e a eutanásia

Sou a favor da eutanásia. Todas as pessoas tem direito a morrer com dignidade e a dizer já chega, estou cansado, quero partir.
Já assim pensava e depois de ver o meu pai definhar numa cama de hospital, com mais certezas fiquei. Sofrer e esperar não devia ser possível. Não é bonito, não  é simpático  e tão pouco altruísta. Há  um limite. Chegando lá, todos os que estão dispostos a isso, deveriam ter a liberdade de escolha.
A escolha de se libertarem!

Ai o facebook

O Facebook anda a saturar-me. Abro-o e, aquilo que antes era algo que me fazia rir, hoje só me dá vontade de chorar. Confesso que muita coisa já passo ao alto e nem as letras gordas vejo. 
É só desgraças. Notícias  do arco da velha, animais mortos e abandonados, crimes hediondos e estudos deprimentes, gente que expõe a vida pessoal e que espera que o facebook dê todas as respostas. 
Estou com vontade de deletar aquilo de uma vez. 

domingo, 27 de novembro de 2016

É quase Natal!

A sério que eu até gosto do Natal. Dos brilhos, do dourado e vermelho, das renas, das luzes, do espírito de bondade, vá,  que baixa nas pessoas nesta altura. Não que no dia 1 de Janeiro já não se ande tudo a lixar  uns aos outros novamente mas, pelo menos durante uns dias, é tudo paz e amor.
Agora, o que eu detesto mesmo nesta altura do ano é, ter de ir a algum lado e achar que estou numa espécie de Hunger Games, mas em forma de caça às prendas.
E ainda não chegámos a Dezembro....